PDV o que é? 5 dicas iniciais sobre como otimizá-lo

PDV o que é 5 dicas iniciais sobre como otimizá-lo
PDV é a sigla para “Ponto de Venda”, onde os clientes manifestam interesse em comprar determinados produtos.

Você sabe o que é um PDV? Se ainda não conhece, continue lendo este artigo e eu vou explicar tudo sobre esse assunto. Convido você a você permanecer até o fim deste conteúdo e compartilhá-lo com alguém que faça parte da liderança da sua empresa, ou qualquer pessoa responsável pela parte tática do seu negócio. Convidamos todos a acompanhar todo o conteúdo, pois separamos uma lista de dicas para aumentar as vendas e apresentaremos uma ferramenta de vendas que você pode usar para planejar a sua loja.

PDV o que é?

Conhecer o significado dessa sigla é fundamental para impulsionar as vendas do seu negócio. Além disso, vamos mostrar neste artigo, cinco funções básicas que todo ponto de venda deve ter para ajudá-lo a organizar suas vendas e seus negócios.

PDV é a sigla para “Ponto de Venda”, onde os clientes manifestam interesse em comprar determinados produtos. A partir disso, cabe ao comerciante agir prontamente para concluir a venda com sucesso.

Agora que definimos o conceito de PDV, fica claro que é a partir deste ponto que o faturamento de qualquer empresa é gerado. Com os avanços tecnológicos no desenvolvimento de sistemas para computadores, empresas de software criaram soluções de PDV para auxiliar outras empresas no setor varejista.

Estes sistemas proporcionam maior agilidade e segurança nas vendas, sendo comumente encontrados em supermercados e outros estabelecimentos comerciais em sua cidade. Atualmente, é quase impossível imaginar um comércio sem um sistema de ponto de venda (PDV), que muitos também chamam de “Frente de Caixa”. Afinal, é através do PDV que o dinheiro entra no seu negócio.

No entanto, é importante ressaltar que PDVs e caixas são coisas diferentes – mas isso será assunto para outro artigo.

O PDV (ponto de venda) é o local físico onde os clientes vão para fazer suas compras em um estabelecimento, podendo ser atendidos por um funcionário que opera a transação.

Esses funcionários, chamados de caixas ou operadores, são essenciais para a operação do PDV.

Principais tipos de PDVs

PDV convencional

No primeiro tipo, é necessário ter um operador que atenda o cliente final. Nas imagens abaixo, podemos ver um exemplo de PDV convencional em um supermercado ou loja de varejo. Nesse modelo, sempre será necessário ter um operador realizando o atendimento ao cliente.

PDV convencional
Na imagens acima, podemos ver um exemplo de PDV convencional em um supermercado ou loja de varejo.

PDV de Autoatendimento e sistema PDV

O segundo sistema PDV, o autoatendimento é ilustrado nas imagens, onde não é necessário um operador já que toda a operação é feita pelo próprio cliente.

PDV-de-Autoatendimento-e-sistema-PDV-
O segundo sistema PDV, o autoatendimento é ilustrado nas imagens, onde não é necessário um operador já que toda a operação é feita pelo próprio cliente.

O self-checkout ainda não é muito comum no Brasil devido ao seu alto custo de implantação, mas está ganhando popularidade gradualmente em grandes redes de supermercados.

Quais são as cinco funções essenciais de um PDV?

Para ser um PDV eficiente, o sistema deve atender às seguintes condições básicas:

  1. Leitura de itens: O PDV deve ser capaz de ler e registrar os itens que estão sendo vendidos.
  2. Totalizadores de itens: Após a leitura dos itens, o PDV deve ser capaz de totalizar os itens que estão sendo vendidos.
  3. Finalização de vendas: O PDV deve ser capaz de finalizar a venda, registrando o pagamento do cliente.
  4. Emissão de documento fiscal: O PDV deve ser capaz de emitir um documento fiscal após a finalização da venda.
  5. Fechamento de caixa: O PDV deve ser capaz de realizar o fechamento de caixa, registrando todas as vendas realizadas no dia.

É importante destacar que a lista de funções básicas para um PDV foi criada com base na experiência de nossos clientes. Embora não seja um padrão comercial estabelecido, essas são as funções fundamentais que um PDV deve executar para atender às necessidades dos clientes.

A maioria dos sistemas de PDV em supermercados segue um fluxo semelhante. Claro, existem outras funcionalidades possíveis, como o cancelamento de uma venda, mas isso geralmente é listado como uma função extra e não faz parte do fluxo normal de uma venda. Seguindo essa lógica, podemos listar as funções padrão na seguinte ordem: começando com a leitura dos itens; para isso, são necessários dispositivos de entrada de informações como scanners, leitores de código de barras, mouses, teclados e balanças. Com esses dispositivos, é possível inserir as informações dos produtos que estão sendo vendidos em um estabelecimento no sistema PDV.

Contador de itens

Ao chegar ao total dos itens, o sistema PDV é informado de que não há mais nenhum produto sendo registrado. Isso permite a adição de funções extras, como descontos, acréscimos, identificação do cliente, promoções e definição de forma de pagamento – tudo personalizado de acordo com as necessidades do estabelecimento.

Fechar a transação

Após os itens serem totalizados e as regras de pagamento inseridas, o sistema solicita ao cliente que efetue o pagamento. As informações do pagamento são recebidas pelo sistema, podendo utilizar dispositivos como máquinas de cartão “PINPAD”. Se você está se perguntando o que é PINPAD, temos um artigo exclusivo sobre o assunto para lhe explicar.

Gerando cupom fiscal

Em nossa quarta etapa, um documento fiscal completo é gerado com todas as informações inseridas nas etapas anteriores. Você pode optar por gerar uma NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) ou uma NFC-e (Nota Fiscal Eletrônica do consumidor). Esse processo garante a precisão e agilidade no registro das transações comerciais de sua empresa.

Relatório de Fechamento de Caixa (Redução Z)

Uma das funções mais importantes de um sistema PDV é a capacidade de gerar o fechamento de caixa, também conhecido como Redução Z. Este é um documento fiscal que registra todas as movimentações financeiras do dia e é essencial para controlar e gerenciar seu negócio. Certifique-se sempre de que este documento está sendo gerado diariamente em seu estabelecimento, evitando assim problemas futuros com a contabilidade. Se você gostou de aprender sobre PDV, não deixe de curtir este artigo. E se ele foi útil para você de alguma forma, confira também o nosso sistema de gestão e todas as funcionalidades incríveis que oferecemos, incluindo o PDV frente de caixa.

Conclusão

o PDV (Ponto de Venda) é uma ferramenta essencial para qualquer negócio, seja ele físico ou digital. Ele não só facilita a transação comercial entre a empresa e o cliente, mas também desempenha um papel crucial na gestão eficaz do negócio. Com funções como leitura de itens, totalização de itens, finalização de vendas, emissão de documento fiscal e fechamento de caixa, um PDV eficiente pode impulsionar significativamente as vendas e a eficiência operacional de um negócio.

No entanto, para aproveitar ao máximo as vantagens de um PDV, é fundamental contar com um sistema de PDV confiável e eficiente. É aqui que a NetSfot entra em cena. Como líder no desenvolvimento de software para empresas de todos os segmentos, a NetSfot oferece soluções de PDV robustas e personalizáveis que podem atender às necessidades específicas do seu negócio. Com a NetSfot empresa de software, você pode ter certeza de que está investindo em uma solução de PDV que não só atende às suas necessidades atuais, mas também é capaz de se adaptar e crescer com o seu negócio. Portanto, ao considerar a implementação ou atualização do seu PDV, lembre-se da importância de escolher um parceiro de confiança como a NetSfot.