Como abrir uma Loja de Roupas: 10 Passos para Abrir uma LOJA

Como abrir uma Loja de Roupas
Se você sonha em ter uma loja de moda bem-sucedida, onde os clientes se encantem e ainda encha seu bolso de dinheiro e seu coração de alegria, está no lugar certo.

Você ama moda, quer empreender e pensou em abrir uma loja de roupas, calçados, acessórios ou produtos de moda. Se você sonha em ter uma loja de moda bem-sucedida, onde os clientes se encantem e ainda encha seu bolso de dinheiro e seu coração de alegria, está no lugar certo. Porém, vou te adiantar algo: tudo isso pode ir por água abaixo se cometer algum dos erros que vou listar aqui. Então, acompanhe este guia passo a passo para abrir uma loja de moda do zero.

Convidamos você a seguir nosso conteúdo, onde compartilhamos uma lista de dicas valiosas para garantir um negócio lucrativo no mundo da moda.

Se você está cansado de sua ocupação atual e enxerga uma grande oportunidade de renda vendendo produtos de moda, este guia é para você. Seja uma loja online ou física, você pode estar inseguro e com medo de cometer erros que resultem na perda do dinheiro investido. Você não está exagerando: a indústria da moda é um dos maiores segmentos do comércio no Brasil. Em 2021, por exemplo, apenas o setor de vestuário movimentou cerca de R$ 194 bilhões, segundo o IBGE. Na Europa e nos Estados Unidos juntos, o grupo SOMA relata que o mercado movimenta cerca de R$ 350 bilhões por ano. Esses números destacam a imensa oportunidade no mercado da moda.

A moda também lidera como a atividade econômica com o maior número de empresas abertas no Brasil. Das mais de 19 milhões de empresas no país, mais de 1,1 milhão são lojas de vestuário ou acessórios, de acordo com dados do IBGE. No entanto, há um desafio significativo: segundo o mesmo instituto, 80% das micro e pequenas empresas não completam seu primeiro ano de atividade, e 60% fecham antes de alcançar cinco anos de funcionamento.

Então, como abrir uma loja de moda que seja verdadeiramente bem-sucedida, sem fazer parte dessas estatísticas de falência? Como enfrentar a forte concorrência e garantir sua sobrevivência neste ramo?

Refletindo um pouco, se o mercado está aquecido e há uma circulação significativa de dinheiro, isso pode ser um sinal verde de que é um setor rentável e lucrativo. Você pode argumentar que muitas pessoas já estão ingressando no ramo e pode não haver espaço para todos. No entanto, pense no que teria acontecido se a Apple tivesse desistido de desenvolver seus produtos devido à forte concorrência já consolidada no mercado.

Baixa Barreira de Entrada

Outro ponto crucial ao abrir uma loja de roupas é a baixa barreira de entrada no setor da moda. Diferentemente de negócios que exigem a fabricação própria dos produtos, como as marcas exclusivas, abrir uma loja de moda é considerado um empreendimento de “baixa barreira de entrada”.

Isso significa que não é tão difícil começar nesta profissão. Muitas pessoas iniciam essa jornada viajando para outras cidades e adquirindo produtos no atacado para revenda. Começar a vender roupas e acessórios é muito mais acessível do que em outros modelos de negócios, como montar uma indústria metalúrgica, que requer um investimento muito maior, conhecimento técnico profundo e um grande número de funcionários.

Portanto, para abrir uma loja de roupas, não é necessário um investimento elevado como em setores de alta barreira de entrada. No entanto, apesar das facilidades e da aparente simplicidade, é fundamental tomar cuidado, pois nem tudo são rosas.

A combinação da baixa barreira de entrada no setor da moda com a ideia de que é um negócio prazeroso atrai muitas pessoas. No entanto, acreditar que apenas ter bom gosto na seleção das peças é suficiente é um equívoco comum, semelhante ao que ocorre no setor alimentício, onde cozinheiros que abrem seu primeiro restaurante enfrentam desafios semelhantes.

Você provavelmente conhece alguém habilidoso na cozinha que foi incentivado a abrir um restaurante com a promessa de enriquecer rapidamente. No entanto, a realidade após a abertura é muito mais dura, pois a gestão de um restaurante vai além da preparação de pratos deliciosos. Envolve desde a compra de alimentos até o gerenciamento de equipes, controle sanitário, entre outros aspectos regulatórios.

Essa analogia destaca que as responsabilidades em uma loja de roupas vão além da simples venda de produtos, assim como ocorre em outros setores. Gerir uma loja de roupas, apesar da baixa barreira de entrada, é complexo, como evidenciam as estatísticas mencionadas no início deste artigo, onde 80% das empresas fecham as portas no primeiro ano.

No entanto, não se preocupe: você não será uma dessas estatísticas. Comece agora a estudar e trilhar seu caminho para se tornar um profissional exemplar e único. Compare-se com seus concorrentes em potencial e lembre-se de que ser extraordinário não significa reinventar a roda, mas sim usar a roda da melhor maneira possível.

Por exemplo, um veterinário não pode operar um animal sem estudo prévio, da mesma forma que não se pode simplesmente abrir uma loja de moda sem preparação. Moda é um negócio como qualquer outro e exige estudo e profissionalização.

Produtos para Vender na Loja de Roupas

Antes de mais nada, gostaria que você comentasse abaixo quais produtos gostaria de vender em sua loja: roupas, calçados, acessórios ou uma combinação de tudo isso. Além disso, considere para qual público você pretende atender: moda feminina, masculina e/ou infantil. Vou falar mais sobre isso adiante, mas deixe sua escolha nos comentários.

Orçamento e Metas

Agora vamos ao passo a passo para abrir uma loja de moda do zero. O primeiro passo crucial é definir seu orçamento e suas metas. É muito fácil se perder no universo fascinante da moda e gastar mais do que o necessário em coisas agradáveis que nos dão prazer, esquecendo o que realmente trará dinheiro.

Por exemplo, muitos acabam gastando demasiadamente com a decoração da loja, branding e até mesmo no site, caso optem por vender online. Essas são melhorias que podem ser feitas posteriormente, com os lucros do próprio negócio. O problema é que, ao gastar excessivamente nessas áreas, sobra menos dinheiro para o estoque, que é a única parte capaz de gerar retorno financeiro imediato.

Estoque

Apenas o estoque é capaz de ser transformado diretamente em dinheiro. Se a loja não obtiver sucesso e precisar fechar, a venda do estabelecimento, mesmo com uma decoração elaborada, muitas vezes não recupera o valor investido. Por outro lado, um estoque bem selecionado pode multiplicar o capital investido.

Portanto, é essencial definir seu orçamento e metas de vendas claramente. Primeiro, determine quanto dinheiro você tem para investir inicialmente. Em seguida, estabeleça quanto desse orçamento total será destinado ao estoque, que é o elemento mais crucial. Depois, considere outros aspectos como o ponto de venda, estratégias de divulgação, entre outros.

Com essa definição clara, você terá muito mais controle do que aqueles que agem impulsivamente, semelhante a fazer compras com fome no supermercado ou em uma doceria. Essa falta de planejamento pode levar a uma imobilização de recursos e dificultar o fluxo de caixa nos primeiros meses cruciais do negócio.

Outra consequência é que, sem uma definição clara do orçamento e das metas de vendas, você pode acabar consumindo todos os recursos disponíveis e ficando sem capital para reinvestir nos primeiros meses, quando as oportunidades de vendas são mais promissoras. Isso pode impedir o crescimento do seu negócio e, em casos extremos, levar a empréstimos e problemas financeiros que afetam a saúde do empreendimento.

Seguir essa dica simples pode economizar uma quantia significativa de dinheiro desde o início. Se estas informações foram úteis para você, deixe seu feedback e um like, para que eu saiba que estou ajudando a evitar que você entre para as estatísticas negativas.

Depois, dê uma olhada nos exemplos de centenas de pessoas como você, que abriram lojas do zero, sem experiência prévia, com baixo investimento e conseguiram começar da forma correta, reinvestindo com seus próprios recursos.

Público-Alvo e Produto

O segundo ponto crucial é definir o seu público-alvo e o alinhamento perfeito entre esse público e o seu produto. É aqui que quero deixar essa reflexão com você. Como você já comentou, que tipo de produto você gostaria de trabalhar: roupas, acessórios ou calçados? Essa escolha se destina à moda feminina, masculina, infantil, ou a uma combinação desses segmentos? No entanto, mais do que isso, é fundamental entender para quem você está vendendo e qual problema você está resolvendo.

Então, como podemos definir isso de forma mais precisa? Se você diz que deseja vender, por exemplo, roupas femininas ou calçados masculinos, tudo bem até aí. Mas é muito aberto. Precisamos entender qual é a proposta única do seu produto. Seria um estilo específico, um conforto superior, melhores materiais? Qual é a solução única que você vai oferecer ao mercado com os produtos que escolher? Isso é crucial, pois seu produto precisa estar perfeitamente alinhado com o que seu público-alvo deseja. Caso contrário, seu negócio pode não decolar.

Se você escolhe seus produtos baseado apenas no seu gosto pessoal ou em sua visão estética, as chances de falhar são maiores. Inclusive, ao observar os negócios mais bem-sucedidos do Brasil e do mundo, os fundadores não necessariamente são grandes estilistas ou especialistas em moda. São pessoas inteligentes que entendem esses princípios, profissionalizam-se e seguem metodologias corretas de gestão de negócios, mesmo sem um conhecimento profundo de moda.

Se você ama moda, ótimo! Isso certamente trará prazer ao seu negócio. No entanto, mais importante ainda é garantir essa sinergia entre os produtos que você escolherá e como eles resolverão um problema específico para o público que você definiu.

Para alcançar esse casamento perfeito, é essencial realizar um estudo de mercado abrangente. Especialmente para aqueles que estão começando do zero ou para aqueles que precisam reposicionar seus negócios. Um estudo de mercado analisa a concorrência existente, onde seu público-alvo já compra (mesmo que insatisfeito), o preço que pagam e a percepção desses produtos. Existem técnicas e metodologias corretas para garantir que esse alinhamento entre seu público e seus produtos seja feito da maneira certa desde o início.

Estruturar o Ponto de Vendas

Além disso, você precisará estruturar seu ponto de vendas, tanto físico quanto online. Você pode optar por vender em ambos os canais ou em mais de um. No entanto, é crucial definir como seus clientes encontrarão seus produtos e como chegarão até sua loja.

Você pode vender seus produtos em uma loja física, como um quiosque próximo à praia, ou até mesmo através de vendas diretas porta a porta. Defina como será seu ponto de vendas e avalie todas as opções, como vendas pelo Instagram ou através de um e-commerce.

É importante mostrar sua presença em um ponto físico ou virtual. Precisamos garantir que o produto certo esteja casado com o público-alvo correto no ponto de venda adequado.

Por exemplo, uma loja de roupas de moda praia localizada no litoral norte de São Paulo aproveita a alta temporada para vender suas peças como ambulante, com tickets de venda superiores a R$300,00. Isso resulta em faturamentos diários elevados, porque há um alinhamento perfeito entre o produto, o público-alvo e o ponto de venda onde esse público está presente.

Portanto, não se prenda necessariamente a um shopping caro se seu público-alvo não está lá. Da mesma forma, não se iluda achando que apenas ter um Instagram ou um e-commerce será suficiente, pois você precisará atrair pessoas para esses canais.

Este alinhamento deve estar meticulosamente definido, e novamente, existem técnicas e metodologias corretas para garantir essa definição desde o início.

Planejamento do Estoque

Chegamos ao ponto crucial que diferencia os empreendedores de sucesso, que obtêm lucro e sustentam seus negócios ao longo do primeiro ano, daqueles que acabam fechando as portas, o planejamento adequado do estoque. É fundamental entender que o estoque é a única coisa que realmente gera receita: o estoque que você compra corretamente e vende rapidamente.

Quando você faz uma compra incorreta, por exemplo, investindo R$ 10.000 em produtos que não têm boa saída, apenas R$ 2.000 em valor de produtos efetivamente vende. Mesmo com esses R$ 2.000 em vendas, você provavelmente gerará apenas R$ 4.000 ou R$ 5.000 em faturamento máximo. Enquanto isso, os outros R$ 8.000 do seu investimento inicial permanecem imobilizados no estoque parado, impedindo o ciclo saudável de vendas e muitas vezes sem gerar lucro, nem mesmo recuperando o valor investido inicialmente.

Comprar de forma inadequada é a principal razão para o fechamento de lojas e marcas no primeiro ano, mas você está seguindo nossas dicas e colocará tudo isso em prática, evitando esses problemas.

Compras

Este ponto está diretamente ligado ao planejamento de estoque. Muitas pessoas confundem compras com planejamento de estoque, o que é um grande erro. Nos primeiros meses de vida da loja, é comum os comerciantes correrem atrás de fornecedores sem um plano adequado. Isso resulta em uma grande variedade de produtos, modelos e preços, muitas vezes desnecessários.

A ordem correta é realizar o planejamento de compras antes de buscar fornecedores. Isso porque, com um planejamento adequado, você saberá exatamente quanto pode gastar com cada tipo de produto e qual é a meta de custo para cada um deles. Dessa forma, ao negociar com os fornecedores, você estará preparado e não será influenciado por ofertas e produtos que não se alinham com sua estratégia.

Então, lembre-se de que o planejamento de compras é essencial e deve ser feito após todos os outros pontos mencionados anteriormente. Isso garantirá que você encontre os fornecedores corretos que se encaixam na sua estratégia, evitando armadilhas comuns dos distribuidores menos escrupulosos.

Recebimento do Estoque e Compras

Muitos iniciantes têm a ideia simplista de que comprar é apenas uma questão de adquirir produtos, mas sem um planejamento adequado, as compras podem facilmente sair erradas. É por isso que os passos anteriores são cruciais.

É essencial filtrar cuidadosamente os fornecedores para evitar problemas como atrasos ou até mesmo falhas na entrega. Na indústria da moda, essas situações são comuns e podem resultar em grandes prejuízos. Imagine você, seja abrindo sua própria marca ou comprando de uma confecção, investir em tecidos apenas para descobrir que o fornecedor não entregou conforme o combinado, comprometendo suas vendas.

Se você planejou abrir sua loja para capitalizar em datas específicas, como o Dia das Mães ou o Dia dos Namorados, é crucial ter seu estoque disponível antes dessas datas. Atrasos podem significar perda de vendas significativas, pois os clientes buscarão os produtos a tempo de celebrar as ocasiões. Se o fornecedor não entrega no prazo, você pode ficar com mercadoria parada, perdendo não apenas vendas imediatas, mas também a chance de acompanhar as tendências da moda atual.

Cada dia de atraso no recebimento do estoque representa uma perda potencial de vendas e receita. Por isso, é fundamental escolher fornecedores confiáveis e garantir que todas as condições de entrega sejam claras e cumpridas.

Abrindo uma Loja de Roupas

Finalmente chegou o dia tão aguardado do lançamento da sua loja de roupas do zero. Antes do lançamento, é crucial aquecer o mercado através da divulgação e prospecção de leads para formar sua primeira lista de clientes.

Como mencionado anteriormente, a prospecção de clientes deve estar alinhada com o público-alvo e os produtos que você oferece. É essencial que seus produtos apresentem uma solução melhor do que as opções já consolidadas no mercado. Esta fase inicial permitirá testar se seu público-alvo está realmente engajando com sua proposta.

Caso perceba que seu público não está respondendo positivamente inicialmente, isso pode indicar a necessidade de ajustes no negócio, seja no produto oferecido, na estratégia de marketing, ou até mesmo na identidade visual da marca. Flexibilidade é fundamental nesse estágio inicial para corrigir problemas antes que consumam todo seu capital investido.

Vendas

Antes das vendas, toda uma preparação meticulosa é essencial para garantir o sucesso. É importante ressaltar que a validação real do seu produto no mercado são as vendas, não apenas o feedback positivo de amigos e familiares, embora isso seja encorajador. O que realmente conta é o dinheiro entrando no caixa em troca dos produtos do seu estoque.

Loja Saindo do Zero

É neste ponto que muitos empreendedores acabam perdendo dinheiro e desperdiçando o potencial de um negócio promissor por não realizarem essa análise correta. Muitos estabelecimentos fazem tudo certo inicialmente, montam suas lojas de forma atraente, fazem lançamentos bem-sucedidos, mas enfrentam uma queda abrupta nas vendas no segundo mês. O erro muitas vezes está na falta de acompanhamento das vendas e do estoque desde o primeiro mês.

É essencial monitorar constantemente os indicadores de desempenho, como quais produtos estão vendendo mais, quais tamanhos são mais populares, e garantir reposições adequadas. Essas análises não podem ser feitas apenas por intuição; é necessário usar dados concretos para tomar decisões informadas. Manter o nível correto de estoque e identificar o que está funcionando bem é crucial para sustentar e aumentar as vendas ao longo do tempo.

É comum que o sucesso inicial não seja sustentado porque os empreendedores não utilizam o acompanhamento correto das vendas e do estoque para replicar o que funcionou. Portanto, fica claro que, para abrir uma loja de moda do zero, o estoque é mais importante do que a decoração ou outros aspectos. É fundamental aprender a gerenciar esses aspectos com precisão.

Começar um negócio no segmento de moda requer não apenas paixão e conhecimento do mercado, mas também uma infraestrutura sólida de gestão empresarial. Um dos elementos essenciais para o sucesso é a implementação de um sistema de gestão integrada, conhecido como ERP (Enterprise Resource Planning), especialmente desenvolvido para atender às necessidades específicas do setor.

Importância de um Sistema ERP Especializado no Segmento de Moda

  1. Integração Completa de Processos: Um ERP especializado para moda permite a integração de todos os processos da empresa, desde o gerenciamento de estoque, vendas, compras até a gestão financeira e contábil. Isso elimina a necessidade de múltiplos sistemas desconectados e garante uma visão unificada de todas as operações.
  2. Controle de Estoque Eficiente: No varejo de moda, o controle de estoque é crucial. Um ERP adequado oferece funcionalidades avançadas para gerenciar o estoque de forma eficiente, monitorando movimentações, identificando produtos mais vendidos e otimizando reposições.
  3. Gestão de Compras e Fornecedores: Facilita a negociação com fornecedores e a gestão de compras, permitindo análises de custo-benefício, acompanhamento de prazos de entrega e avaliação de desempenho dos fornecedores.
  4. Análise de Vendas e Tendências: Com recursos de análise integrados, um ERP especializado pode fornecer insights valiosos sobre padrões de venda, comportamento do cliente e tendências de mercado. Isso ajuda na tomada de decisões estratégicas e na identificação de oportunidades de crescimento.
  5. Automatização de Processos: Automatiza tarefas repetitivas como emissão de notas fiscais, controle de contas a pagar e receber, agilizando operações e reduzindo erros humanos.

Por que Escolher a NetSoft?

A NetSoft se destaca como uma empresa de desenvolvimento de software ERP para o setor de moda, oferecendo soluções robustas e personalizadas que atendem às necessidades específicas das empresas. Alguns benefícios de optar pela NetSoft incluem:

  1. Experiência e Confiabilidade: Com anos de experiência no mercado, a NetSoft possui um histórico comprovado de entrega de soluções de alta qualidade e suporte confiável aos seus clientes.
  2. Personalização e Flexibilidade: Os sistemas ERP da NetSoft são altamente personalizáveis para se adaptarem às peculiaridades do seu negócio de moda, garantindo que todas as suas necessidades sejam atendidas de maneira eficaz.
  3. Suporte Técnico Especializado: Oferecem suporte técnico dedicado e treinamento para garantir que sua equipe aproveite ao máximo todas as funcionalidades do sistema.
  4. Atualizações Contínuas: Mantêm seus sistemas atualizados com as últimas tecnologias e melhores práticas do setor, garantindo que sua empresa permaneça competitiva no mercado.

Investir em um sistema para lojas de roupas, como os oferecidos pela NetSoft, não apenas melhora a eficiência operacional e reduz custos, mas também posiciona sua loja de moda para um crescimento sustentável e sucesso a longo prazo.